Nacionais

Mapa da violência 2015: Adolescentes de 16 e 17 anos no Brasil (acidentes de transporte)

postado em 22 de jul de 2016 14:01 por Fábio de Cristo   [ 22 de jul de 2016 14:01 atualizado‎(s)‎ ]

Mapa da violência 2015: Adolescentes de 16 e 17 anos no Brasil (acidentes de transporte)
Autor: Julio Jacobo Waiselfisz (Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais – FLACSO)
Descrição: Publicado em 2016. O estudo pretende analisar a evolução da violência letal dirigira a adolescentes de 16 e 17 anos de idade, foco da atual discussão sobre a maioridade penal. A evolução dos números e das taxas nas 27 Unidades da Federação, nas 27 Capitais e nos municípios com elevados níveis de homicídios desses adolescentes. Também é estudada a incidência de fatores como o sexo, cor, idades das vítimas e instrumentos utilizados na vitimização dos adolescentes. Inclui análise sobre acidentes de transporte. O relatório mostra que o Brasil está entre os 15 primeiros países em letalidade de crianças e adolescentes em acidentes de transporte se comparado ao conjunto de outros 87 países, com base em dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). A mortalidade de motociclistas é a principal causa de morte por acidentes de transporte da faixa etária, e aumentou 1.378,8% entre 1996 e 2013, passando de 113 para 1.671 por ano. Os dados evidenciaram uma tendência crescente desde 1980 até 1997, ano em que entrou em vigor o Código Nacional de Trânsito. As taxas caíram de forma significativa nos primeiros anos até a virada do século, quando os índices se estabilizam. As mortes voltaram a crescer a partir de 2008 quando houve aumento na mortalidade de crianças com menos de 1 ano de idade, passando de 2,7 para 4 mortes em cada 100 mil crianças, um crescimento de 45,4% no período. Os níveis de mortalidade permanecem relativamente estáveis ao longo da escala etária de 1 ano de idade até aproximadamente os 13 ou 14 anos. A partir dos 16 anos, constata-se novo crescimento e, em alguns casos, bem significativo, como entre 17 e 18 anos de idade, quando o aumento supera a casa de 50%.

Mapa da Violência 2012. Os novos padrões da violência homicida no Brasil. Caderno complementar 2: Acidentes de trânsito

postado em 27 de mai de 2012 12:16 por Fábio de Cristo   [ 13 de jan de 2014 09:24 atualizado‎(s)‎ ]

Autor: Instituto Sangari
Referência: 2012
Descrição: O progressivo agravamento da violência no tráfego das vias públicas levou às Nações Unidas a proclamar a Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011/2020. Dada a relevância e a magnitude do problema, julgamos necessário realizar um estudo complementar específico sobre o tema e divulgá-lo separadamente, focalizando especificamente a mortalidade dos motociclistas.

Mapeamento das Mortes por Acidentes de Trânsito no Brasil

postado em 24 de abr de 2012 10:51 por Fábio de Cristo   [ 24 de abr de 2012 10:52 atualizado‎(s)‎ ]

Mapeamento das Mortes por Acidentes de Trânsito no Brasil
Autor:
Confederação Nacional de Municípios
Descrição: Usando como fonte a base de dados de mortes por acidentes de transportes terrestres do Ministério da Saúde, este estudo publicado em 2009 apresenta a situação e a evolução da mortalidade no trânsito nos diversos locais do Brasil, tratando-se de subsídio importante para a formulação de políticas públicas de segurança no trânsito nas diversas esferas de governo.

Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS). Mobilidade Urbana - 24 de janeiro de 2011

postado em 19 de mar de 2012 16:26 por Fábio de Cristo   [ 13 de jan de 2014 09:25 atualizado‎(s)‎ ]

Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS). Mobilidade Urbana 1° edição - 24 de janeiro de 2011
Autor: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Descrição: O SIPS é uma pesquisa domiciliar e presencial que visa captar a percepção das famílias acerca das políticas públicas implementadas pelo Estado, independente destas serem usuárias ou não dos seus programas e ações. Nesta 1ª edição, a pesquisa foi realizada em 2770 domicílios, em 146 municípios, abrangendo todas as unidades da federação. Foi utilizado o método de amostragem por cotas de modo a garantir uma margem de erro de 5% a um nível de significância de 95% para o Brasil e para as cinco grandes regiões.

Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS). Mobilidade Urbana - 4 de maio de 2011

postado em 19 de mar de 2012 16:24 por Fábio de Cristo   [ 13 de jan de 2014 09:29 atualizado‎(s)‎ ]

Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS). Mobilidade Urbana 1° edição - 4 de maio de 2011
Autor: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Descrição: Continuação da pesquisa anterior, publicada em janeiro de 2011.

Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS). Mobilidade Urbana 2ª edição

postado em 19 de mar de 2012 16:15 por Fábio de Cristo   [ 13 de jan de 2014 09:30 atualizado‎(s)‎ ]

Autor: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Descrição: O SIPS realizou pesquisa com 3.781 pessoas em 212 municípios brasileiros - um acréscimo de mil entrevistas em relação à edição anterior, 45% a mais que os 146 incluídos no estudo de 2010. A pesquisa evidencia as diferentes concepções que a população brasileira tem sobre a mobilidade urbana em seus diversos aspectos por tamanho populacional, frota por região e faixa salarial.

A Nova Lei de Diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana – Comunicado n° 128 do Ipea

postado em 13 de jan de 2012 00:07 por Fábio de Cristo   [ 13 de jan de 2012 00:09 atualizado‎(s)‎ ]

Autor: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Descrição: O presente Comunicado do Ipea procura reconstituir o processo de tramitação da Lei, para em seguida tratar do que este marco legal consolida no que diz respeito à política urbana nacional. Analisam-se ainda os avanços e novidades trazidos pela Lei. Por fim, é feita uma discussão dos desafios remanescentes, levantando alguns apontamentos necessários para a efetivação da política no âmbito dos entes federados e regiões metropolitanas.

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana - Relatório Geral 2010

postado em 5 de dez de 2011 17:47 por Fábio de Cristo   [ 13 de jan de 2014 09:38 atualizado‎(s)‎ ]

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana - Relatório Geral 2010
Autor: Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP)
Descrição: Relatório publicado em novembro de 2011, aborda vários aspectos da mobilidade urbana no Brasil, tais como: consumos, externalidades, custos, transporte público e trânsito.
Observação: Os relatórios de anos anteriores podem ser acessados aqui. São provenientes do Sistema de Informações da Mobilidade Urbana.

Retratos da Sociedade Brasileira: Locomoção Urbana

postado em 6 de nov de 2011 16:00 por Fábio de Cristo   [ 13 de jan de 2014 09:41 atualizado‎(s)‎ ]

Autor: Confederação Nacional da Indústria-IBOPE
Descrição: Relatório publicado em agosto de 2011. A pesquisa foi realizada em 141 municípios brasileiros, sendo estudado aspectos como: tempo de locomoção, meios de locomoção, qualidade dos meios de locomoção, segurança e transporte público.
Observação: Os slides da apresentação do relatório estão disponíveis aqui.

Os custos do deslocamento do trabalho no Brasil

postado em 6 de nov de 2011 15:30 por Fábio de Cristo   [ 6 de nov de 2011 15:35 atualizado‎(s)‎ ]

Os custos do deslocamento do trabalho no Brasil
Autor: Prefeitura do Município de São Paulo
Descrição: Neste estudo, publicado em 2004, procura-se avaliar o quão problemática é (ou tem se tornado) a mobilidade envolvida na ida e na volta do trabalho para uma grande parcela dos trabalhadores brasileiros (e, em especial, para aqueles residentes nas principais regiões metropolitanas do país).

1-10 of 26